Atividade sobre os Povos Indígenas Brasileiros - Com gabarito

Atividade de História sobre os Povos indígenas Brasileiros para o 6º ano, 7º ano, 8º ano e 9º ano com gabarito.

Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão.

Atividade sobre os Povos Indígenas Brasileiros

1. A teoria mais aceita para o surgimento dos povos indígenas brasileiros é a que eles seriam descendentes de povos asiáticos que teriam atravessado o Estreito de Bering há cerca de 60 mil anos e se espalhado por todo o território.
 
Atividade sobre os Povos Indígenas Brasileiros

Sobre os indígenas brasileiros, é correto afirmar que
a) já ocupavam todo o território brasileiro antes da chegada dos europeus.
b) nunca conseguiam sobreviver sem a ajuda dos povos europeus.
c) viviam em total harmonia com a natureza e com os povos europeus.
d) viviam apenas da coleta e não sabiam caçar, nem praticar agricultura.

Veja o mapa abaixo e responda às questões 2, 3 e 4:
 

2. De acordo com o mapa, o povo indígena com maior área de abrangência é:
a) Jê. 
b) Tucano.                           
c) Tupi-guarani.                               
d) Goitacás.

3. Assinale a alternativa que corresponde a um dos povos indígenas que habitavam a região da Amazônia.
a) Carijó                               
b) Caeté                             
c) Tabajara                             
d) Karib




4. Através da análise do mapa é possível afirmar que:
a) existiam somente duas tribos no território brasileiro, causando um imenso conflito, o que foi o principal motivo da queda na população indígena do Brasil desde 1500.
b) as tribos indígenas do Brasil ocuparam apenas o litoral, devido à facilidade de encontrar pesca e frutas da estação, principal base para a sua subsistência.
c) não existia nenhuma tribo que ocupava a região amazônica, devido à dificuldade de se locomover pelos rios e montanhas, características daquela região.
d) os povos indígenas estimados em 1500 ocuparam todo o território brasileiro, eram tribos diversas que continham cultura, língua e características próprias.

5. Antes da chegada dos europeus, os indígenas viviam em harmonia com a natureza, conseguiam sobreviver com dignidade e desenvolver-se de acordo com as necessidades que surgissem.  Existem vestígios históricos que evidenciam que os indígenas já utilizavam utensílios fabricados com ossos, pedaços de madeira e fibras vegetais. Para conseguir alimentos, eles recorriam à caça, coleta, pesca e até mesmo à agricultura. 


Debret: Família de chefe Camacã se preparando 
para um festejo, c. 1820-1830

Com base nas informações acima e no conhecimento já adquirido, crie um breve relato de um personagem indígena fictício com no mínimo 5 linhas, comente como era o cotidiano desse índio no Brasil antes da chegada dos portugueses.
___________________________




Leia os textos abaixo para responder às questões 6, 7 e 8.

TEXTO I

      É impossível saber com certeza quantos índios habitavam o país quando Pedro Álvares Cabral aportou no sul da Bahia. As estimativas variam de 3,5 milhões a 8 milhões, mas o número mais aceito é 5 milhões.
      O extermínio da população indígena é atribuído a vários motivos, como a escravidão promovida pelos portugueses, epidemias, deslocamentos, confinamentos e, mais recentemente, conflitos com fazendeiros e garimpeiros e até suicídios.
       Em cinco séculos, 700 das 1.200 nações indígenas foram exterminadas. Segundo o antropólogo Darcy Ribeiro, 55 povos desapareceram somente na primeira metade do século 20.

https://www.bbc.com/portuguese/esp_bra_indios

TEXTO II

Segundo a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), acredita-se que existam pelo menos 100 grupos de indígenas isolados na parte brasileira da floresta amazônica. A decisão desses indígenas de não manter contato com outros povos e com não-indígenas é possivelmente resultado de violentos encontros do passado e da contínua invasão e destruição de sua floresta.
      Por exemplo, os indígenas isolados que hoje vivem no estado do Acre são provavelmente os sobreviventes do ciclo da borracha, quando muitos indígenas foram escravizados e mortos. É provável que os sobreviventes escaparam, fugindo até os rios. Memórias das atrocidades que seus antepassados viveram ainda podem estar presentes.

survivalbrasil.org

6. Conforme o Texto I, é correto afirmar que
a) a diminuição da população indígena está ligada às práticas como o extermínio, a escravidão promovida pelos europeus, doenças, entre outros aspectos.
b) os povos indígenas não sofreram nenhuma restrição com a chegada dos povos europeus, principalmente dos portugueses no Brasil, pois eles eram pessoas pacíficas e religiosas.
c) o extermínio dos povos indígenas foi ocasionado pelas guerras internas e pela conquista de territórios entre Tupis e Tupinambás.
d) a maioria dos povos indígenas de 1500 ainda existe nos seus locais de origem, com seu território demarcado legalmente e todos os seus direitos garantidos pelo governo federal.

7. Segundo Texto II, qual o provável motivo de algumas tribos indígenas do Brasil preferirem se manter isoladas, sem contato com a civilização?
a) Questões relacionadas a seus costumes religiosos baseados no silêncio e na reflexão.
b) Medo embasado nas memórias das atrocidades e violência que seus antepassados viveram.
c) Negação à tecnologia, a quem os indígenas relacionam a todo o mal sofrido pela humanidade.
d) A busca pelo autoconhecimento através da construção de um elo com a natureza.

8. Sobre os textos acima é correto afirmar que:
a) tanto o texto I como o texto II tratam da cultura e da religião indígena.
b) o texto I trata das teorias de origem dos povos indígenas do Brasil e o texto II trata das lutas entre as tribos isoladas da Amazônia.
c) o texto I trata do desaparecimento dos povos indígenas desde 1500 e o texto II trata dos povos isolados da Amazônia, destacando os motivos desses indígenas terem escolhido o isolamento.
d) ambos os textos fazem críticas à política de demarcação de terras indígenas promovida pela Fundação Nacional do Índio – FUNAI.




9. Leia o texto e observe as figuras abaixo sobre a demarcação de terras indígenas no Brasil.

FALTA DE DEMARCAÇÃO DE TERRITÓRIO INDÍGENA NA BAHIA PROVOCA TENSÃO ENTRE AGRICULTORES E LÍDERES INDÍGENAS

Por Jornal Nacional - 03/01/2022 22h37 
Atualizado há um ano

                 O território indígena Tupinambá de Olivença foi reconhecido e delimitado pela Funai em 2009. Mas até hoje não foi demarcado. Indígenas e agricultores relatam casos de violência nos dois lados. A disputa pela terra está parada aguardando o fim da pandemia. Em maio de 2020, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a suspensão de todos os processos de demarcação e pedidos de reintegração de terras indígenas por causa do coronavírus. Mas, em dezembro de 2020, a juíza federal da Bahia, Letícia Danieli, concedeu uma liminar de reintegração de posse à empresa. A liminar foi derrubada em março do ano passado pelo STF.

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

planalto.gov.br/ccivil 






Os indígenas tiveram suas terras tomadas desde 1500. Eles necessitam de espaço para a prática de caça, pesca, coleta e agricultura, sendo que a falta desse espaço ocasiona pobreza e fome. Assim sendo, comente a importância da demarcação das terras indígenas para evitar conflitos e a influência da ausência dessa demarcação para as más condições de vida dos indígenas na atualidade.
___________________________

10. Leia os dois textos abaixo:

TEXTO I 

A PRÁTICA DA ANTROPOFAGIA TUPI


A antropofagia se configura como um ritual de guerra praticada pelos Tupis-guaranis após as guerras, onde os índios das tribos vencedoras assavam e consumiam a carne dos principais guerreiros da tribo perdedora, acreditando que assim passariam a adquirir suas qualidades e poderes, como força, coragem, beleza e inteligência. Ou seja, um inimigo fraco e covarde nunca seria consumido em um ritual antropofágico.

TEXTO II 

CANIBALISMO COMO RELAÇÃO ECOLÓGICA DESARMÔNICA.
 

         Pode-se caracterizar o canibalismo pela relação ecológica intraespecífica desarmônica, na qual o animal se alimenta de outro da mesma espécie com o intuito de matar a fome, chama-se desarmônica porque um dos animais (o devorado) sofre algum dano. O louva-a-deus é um exemplo de animal que pratica canibalismo, a fêmea após fecundada alimenta-se do macho para ter nutrientes que garantam a sua reprodução.

Após a leitura dos textos, apresente a principal diferença no consumo de carne de seres da mesma espécie entre canibalismo e antropofagia.
___________________________



Acesse outros conteúdos semelhantes.



Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO!







Por favor, não compartilhe o PDF, se precisar, compartilhe o link desta atividade!


GABARITO
1A / 2C / 3D / 4D / 5. Resposta pessoal (espera-se que o educando relate um cotidiano de caça, pesca e práticas agrícolas) / 6A / 7B / 8C / 9. Resposta pessoal (espera-se que o  educando trace seu comentário sobre a importância da demarcação de terras para garantir a subsistência dos indígenas e que seus direito de vida, segurança, trabalho e moradia devem ser garantidos pelo governo como a qualquer cidadão brasileiro) / 10. O canibalismo é uma relação ecológica onde o ser consome outro da mesma espécie apenas com o intuito de se alimentar, a antropofagia porém, é um ritual de guerra onde o que se alimenta acredita que herdará as características daquele que foi consumido.


Deixe um comentário mais abaixo avaliando esta atividade, é só rolar a página! Ficaremos felizes com seu comentário.

8 Comentários

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem