ATIVIDADE DE INTERPRETAÇÃO - CRÔNICA ENGRAÇADA - 5º ANO - 6º ANO - COM GABARITO

Atividade de Língua Portuguesa de interpretação e compreensão de texto sobre o gênero crônica (A Menina inteligente) de Edilson Rodrigues para o 5º ano e 6º ano com gabarito.

Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão.


Leia o texto e resolva às questões 1 – 15:

A MENINA INTELIGENTE



   O homem estava sentado na poltrona do avião e, ao lado dele, estava uma garotinha. O rapaz olhou para a menina e disse:
   - Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem ficará mais rápida e curta. O que você acha? Perguntou o estranho.
   - Sobre o que o senhor gostaria de conversar? Perguntou a garotinha.
   - Bem, não sei! Estou na dúvida... Que tal física nuclear? Brincou o homem.
   - Bom! Esse parece ser um tema interessante. Disse a garotinha. Mas, antes eu gostaria de lhe fazer uma pergunta:
   - Por que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? ... Coisou?
   O homem, visivelmente confuso e surpreso com a pergunta pensou, digo, coisou durante uns minutos e depois respondeu:
   - Hummm! Hummm! OK! Você venceu! Eu não faço a menor ideia. Respondeu o homem.
   Então a garotinha disse:
   - Francamente! Como o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear, se não sabe de coisa nenhuma.

Edilson Rodrigues Silva


1. Qual a finalidade do texto?
a) Descrever uma viagem ocorrida no avião.
b) Narrar uma história com um final cômico.
c) Opinar sobre as condutas dos passageiros.
d) Informar à sociedade um assunto importante.

2. O fato responsável pelo início do conflito no texto é quando 
a) a garotinha resolve fazer outra pergunta.
b) uma garotinha é vista pelo homem na poltrona.
c) o homem convida a menina para conversar.
d) a garotinha pergunta sobre o que conversar.


3. O trecho: “- Bem, não sei! Estou na dúvida... Que tal física nuclear?”, o ponto de reticências foi empregado para indicar 
a) uma certeza.
b) uma surpresa.
c) uma hesitação.
d) um suspense.

4. O que motivou o homem a conversar com uma menina que estava ao seu lado?
_______________________________

5. A menina da história demonstrou gostar da sugestão de assunto do passageiro, entretanto, realizou, antes, uma pergunta. Esse comportamento revela que a personagem é
a) confusa.
b) sossegada.
c) preocupada.
d) curiosa.

6. Ao longo do texto, o narrador busca se aproximar da linguagem dos personagens quando diz: “...  pensou, digo, coisou durante uns minutos...”. O emprego da palavra “digo”, nessa expressão, foi utilizado para indicar
a) uma confirmação.
b) uma correção.
c) uma validação.
d) um elogio.

7. A utilização do ponto de exclamação em: “- Francamente!” tem a função de indicar
a) uma irritação.
b) uma exultação.
c) uma dúvida.
d) um pedido.

8. Sobre o texto, assinale a alternativa VERDADEIRA:
a) O homem desejava muito conversar sobre física nuclear.
b) O tema sugerido pelo homem foi recusado pela menina.
c) O homem buscava um entretenimento para a viagem.
d) A menina considerou o homem qualificado para discutir.
  

9. Em: “... visivelmente confuso e surpreso...”, as palavras grifadas poderiam ser substituídas, sem alteração de sentido e respectivamente, por
a) perplexo e atrapalhado.
b) desorientado e admirado.
c) indeciso e maravilhado.
d) tonto e perturbado.

10. Qual a fala da personagem que deixou o homem confuso?
_______________________________

11. O trecho do texto cuja palavra grifada indica relação de condição está em:
a) “Mas, antes eu gostaria...”
b) “... a viagem ficará mais rápida e curta.” 
c) “...se não sabe de coisa nenhuma.”
d) “... e outra coisa é outra coisa?”

12. A expressão: “Que tal física nuclear?” indica que homem fez 
a) um pedido.
b) uma ordem.
c) uma curiosidade.
d) uma sugestão.

13. Localize no texto uma palavra que significa:

a) Dialogar: _________________________

b)  Atraente: ________________________

c) Sinceramente: _____________________

d) Célere: ___________________________

e) Desconhecido: _____________________

f) Assento: __________________________


14. O trecho do texto cuja palavra grifada NÃO indica circunstância de tempo está em:
a) “... coisou durante uns minutos...”
b) “... e depois respondeu...”
c) “... ficará mais rápida e curta...”
d) “Mas, antes eu gostaria...”

15. Evitar a repetição é um mecanismo muito útil durante o processo de escrita, pois pode eliminar uma falha textual comum, que é a repetição de palavras e ideias. Que termos foram utilizadas na crônica “A Menina Inteligente” para substituir a palavra “homem”?
________________________________





Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO.




Não compartilhe o PDF com outras pessoas, se precisar fazer isso, compartilhe o link desta atividade.


GABARITO
1B / 2A / 3C / 4. Porque acreditava que o tempo da viagem se tornaria mais rápido e curto. / 5D / 6B / 7A / 8C / 9B / 10. "Por que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? ... Coisou?" / 11C / 12D / 13. a) Conversar, b) Interessante, c) Francamente, d) Rápida, e) Estranho, f) Poltrona. / 14C / 15. "dele, rapaz, estranho, senhor, lhe". 


Deixe um comentário mais abaixo avaliando esta atividade, é só rolar a página! Ficaremos felizes com seu comentário.

3 Comentários

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Facebook