TUDO SALA DE AULA

QUIZ DE PORTUGUÊS - 09 - DIVERSAS HABILIDADES - 4º ANO E 5º ANO

Prova online de Português 4° e 5° ano com diversas habilidades.

É necessário resolver todas as questões para gerar o resultado. Boa sorte!

Exibir respostas somente após resolver todas as questões:

Leia o texto abaixo. 

  (SAEGO). De acordo com o último quadrinho desse texto, o menino

Leia o texto abaixo. 

 Orquídeas, belas e cheias de truques! 

    A maior parte das orquídeas cresce agarrada pelas raízes aos galhos e troncos de árvores. Mas há as que preferem crescer sobre pedras e até espécies subterrâneas, das quais apenas as flores aparecem, em certa época do ano, na superfície do terreno. 
    Os cientistas dividem as plantas em famílias, e a das orquídeas é uma das maiores. Para muitos, a maior de todas, com cerca de vinte e sete mil espécies em todo o mundo. [...] 

 MENANDRO, Ricardo. 

  (CAEd - MEC). De acordo com esse texto, os cientistas dividem as plantas em

Leia o texto abaixo. 

Livro “Lua Cheia” usa jogo de sombras e luzes para criar mistério 

    Não é só lobisomem que faz barulho em noites de lua cheia. Coruja, raposa, lobo e outros bichos da floresta ficam atentos ao ouvirem um ruído estranho. O que será? 
    É o que você descobre ao ler o belo “Lua Cheia”, de Antoine Guilloppé. 
    Às vezes as páginas negras, feitas com recortes, mostram apenas o contorno de um bicho. 
    Mas, ao virar a folha, tudo fica branco e a história se esclarece. Numa narrativa misteriosa, o leitor se sente passeando por uma floresta escura. 

Folha Uol 

  (SADEAM). Esse texto serve para

Leia o texto abaixo. 

 O Corvo e a Raposa 

    O Senhor Corvo estava empoleirado num galho de árvore, com um pedaço de queijo no bico.
    Comadre Raposa aproximou-se, atraída pelo cheiro e cumprimentou alegremente o Corvo: 
    – Bom dia, Mestre Corvo! Como você está bonito! Acho que nunca vi ave mais bela. 
    Francamente, se a sua voz é tão formosa como a sua plumagem, você é o rei dos pássaros. 
    Ouvindo esses elogios, o Corvo quase estourou de satisfação. E, querendo mostrar que nem mesmo uma bela voz lhe faltava, abriu o bico para cantar. O queijo caiu e mais que depressa a Raposa apanhou-o. Antes de ir saborear o petisco, disse: 
    – Caro compadre, aprenda que todo bajulador vive à custa de quem o escuta. Acho que esta lição vale bem um pedaço de queijo. 

  (SADEAM). Nesse texto, a Raposa foi

Leia o texto abaixo. 

 UUUUhhh 

    A menina não gostou nem um pouco quando seu pai lhe disse que tinha que ir a Londres e que, por isso, ela deveria dormir sozinha na velha casa da família. 
    Ela subiu as escadas até o seu quarto bem cedo naquela noite e virou a chave, trancando a porta. Fechou bem as janelas e puxou as pesadas cortinas vermelhas. Investigou o guarda-roupa e trancou-lhe as portas; ajoelhou-se e espiou debaixo da cama. 
    Então, ela tirou a roupa e vestiu a camisola. Meteu-se debaixo das pesadas cobertas, na cama (era uma noite fria de inverno!). Ela não queria ler – apenas dormir, e o mais depressa possível! Ela se encolheu debaixo dos cobertores e apagou a luz. “Ótimo. ”, disse uma vozinha. “Agora estamos bem seguras, trancadas aqui pela noite toda.”. 
 
mingaudigital.com.br 

  (SAEPI) Esse texto serve para

Leia o texto abaixo. 

 Hora de ouvir os elefantes 

    A tragédia do Tsunami trouxe uma lição. Perdida no meio do oceano de notícias, soube-se que no Yala National Park, Sri Lanka, bem no meio de uma das regiões mais afetadas pela mega onda, nenhum animal foi encontrado morto! 
    Repito: num parque onde havia 19 km de praias, habitadas por centenas de elefantes, leopardos, pássaros, coelhos... ninguém morreu! 
    Verificou-se com espanto que, antes da chegada do maremoto, os animais, por alguma razão ainda não esclarecida, se deslocaram da praia e das áreas mais baixas, para a parte mais alta do parque. As águas chegaram a entrar 3 km parque a dentro. Mas ali não havia ninguém. Ou melhor, nenhum bicho foi pego de calças curtas. Surgiram alguns palpites. Na BBC e na National Geographic, cientistas afirmaram que possivelmente o fato se deu, porque os animais ouvem uma frequência de som produzida pelo terremoto, mais baixa do que as que os nossos ouvidos captam. 
    Segundo eles, os bichos também sentem vibrações no solo e no ar, as rally waves, estas, sim, também somos capazes de sentir em nosso próprio corpo. Ou melhor, seríamos. 
    Nossa mente anda tão congestionada de informação, que apesar das vibrações chegarem até nossos corpos, essa informação é simplesmente deletada da nossa consciência. 
    Entenderam a tragédia? [...]. 
    Tá na hora da gente ouvir menos o barulho e mais os elefantes. 
 
TAS, Marcelo 

  (SADEAM). De acordo com esse texto, os animais sobreviveram ao maremoto, porque

Leia o texto abaixo. 

 Como é feito o leite em pó? 

    O leite em pó é uma forma moderna de consumo de leite, que desidratado, tem sua longevidade estendida. O leite em pó é feito a partir da secagem do leite comum. Para extrair a água, que compõe cerca de 90% da massa do leite, as fábricas fazem-na evaporar num processo lento, que não estraga as proteínas do produto. Primeiro, o leite escorre em paredes metálicas verticais aquecidas a 77 °C, porque o líquido não pode ser fervido. Nessa etapa, evapora até 50% da água, e o leite fica pastoso. 
    O produto concentrado segue então para uma máquina que borrifa minúsculas gotículas contra um jato de ar quente a 180 °C. Um rápido contato é o suficiente para fazer com que o restante da água evapore, e as gotículas de leite se transformem em grãos de leite seco. Então, o leite é separado em diferentes fases: flocos, granulado e pulverizado. 
    Este leite em pó pode apresentar-se com diferentes teores de gordura, conforme o leite utilizado tenha a gordura natural do leite, seja parcialmente desnatado ou seja magro. De qualquer forma, a proteína do leite em pó é a mesma que no leite líquido, com valores próximos de 30 – 35%, o que faz um alimento extremamente interessante. 1kg de leite em pó, adicionado com água, permite obter 6 – 7 litros de leite recombinado. 

 Disponível em: www.vocesabia.net 

  (IDEPB) Esse texto serve para

Leia o texto abaixo. 

  (TSA) No sexto quadrinho desse texto, o menino está

Leia o texto abaixo. 

  (SADEAM). Nesse texto, as crianças estão

Leia o texto abaixo. 

 Sorvete de ervilhas 

    Um menino foi até o sorveteiro e perguntou: 
    – Tem sorvete de ervilhas? 
    – Não. 
    No outro dia, o menino voltou e perguntou de novo: 
    – Tem sorvete de ervilhas? 
    – Não. 
    Então, o sorveteiro pensou: “Já sei, eu vou fazer um sorvete de ervilhas para esse menino, porque aí ele vai parar de me torrar a paciência. ” E fez o tal sorvete. 
    o dia seguinte, o menino voltou lá e perguntou: 
    – Tem sorvete de ervilhas? 
    – Tem. 
    – Eeeeeeca! 

 PAULO, Tadeu. 

  (IDEPB) Esse texto é engraçado, porque

Sua nota:

Você acertou de questões

Nível de aprendizagem:

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem