ATIVIDADE DE INTERPRETAÇÃO - POEMA CARTAS DE MEU AVÔ - ANOS FINAIS - COM GABARITO

Atividade, exercícios de Língua Portuguesa sobre o poema  Cartas de Meu Avô de Manuel Bandeira para o 7º ano, 8º ano e 9º ano com gabarito.

Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão.

Leia o texto e resolva às questões 1 – 14:

CARTAS DE MEU AVÔ

Cartas de meu avô de manuel bandeira


A tarde cai, por demais
Erma, úmida e silente…
A chuva, em gotas glaciais,
Chora monotonamente.

E enquanto anoitece, vou
Lendo, sossegado e só,
As cartas que meu avô
Escrevia a minha avó.

Enternecido sorrio
Do fervor desses carinhos:
É que os conheci velhinhos,
Quando o fogo era já frio.

Cartas de amor que começa,
Inquieto, maravilhado,
E sem saber o que peça.
Temendo a cada momento.

Ofendê-la, desgostá-la,
Quer ler em seu pensamento
E balbucia, não fala…
A mão pálida tremia.

Contando o seu grande bem.
Mas, como o dele, batia
Dela o coração também.
A paixão, medrosa dantes,

Cresceu, dominou-o todo.
E as confissões hesitantes
Mudaram logo de modo.
Depois o espinho do ciúme…

A dor… a visão da morte…
Mas, calmado o vento, o lume
Brilhou, mais puro e mais forte.
E eu bendigo, envergonhado,

Esse amor, avô do meu…
Do meu – fruto sem cuidado
Que inda verde apodreceu.
O meu semblante está enxuto.

Mas a alma, em gotas mansas,
Chora, abismada no luto
Das minhas desesperanças…
E a noite vem, por demais

Erma, úmida e silente…
A chuva em pingos glaciais,
Cai melancolicamente.

E enquanto anoitece, vou
lendo, sossegado e só,
As cartas que meu avô
Escrevia a minha avó.

Manuel Bandeira, A Cinza das Horas


1. O poema “Cartas de Meu Avô” de Manuel Bandeira foi publicado em 1917 no livro chamado Cinza das Horas. Qual palavra abaixo resume o tema central desse poema?
a) A leitura.
b) O presente.
c) A alegria.
d) A chuva. 


2. O texto caracteriza-se como manifestação literária em verso em que se realiza a menção de fatos e de ações dramáticas. Desse modo, “Cartas de Meu Avô” de Manuel Bandeira é considerado um poema:
a) descritivo.
b) dissertativo.
c) expositivo.
d) narrativo. 

3. Conforme o poema, como está o tempo enquanto o eu lírico aprecia as cartas do avô?
a) Tarde chuvosa.
b) Início de noite estrelada.
c) Final de noite estrelada.
d) Início de noite chuvosa.

4. O verso: “Quando o fogo era já frio” tem a função de revelar para o leitor que:
a) após a idade, não há mais amor entre o casal de avós.
b) o amor entre o casal não é mais intenso como antes. 
c) há muito tempo o casal de idosos não se relacionam.
d) o eu lírico conheceu os avós do poema quando grande.

5. Quem é o eu lírico do poema?
a) Um filho.
b) Um avô.
c) Um neto.
d) Um pai.

6. Sobre o poema, assinale a alternativa FALSA:
a) O texto apresenta algo que poderá se repetir, através de fatos do cotidiano do casal no passado e no futuro.
b) Algumas palavras do poema mostram sentidos abstratos e concretos, fazendo comparação do real com o imaginário. 
c) O eu lírico se sente incapaz de amar tanto assim, porém, ao mesmo tempo, admira a capacidade e intensidade do amor.
d) O poema apresenta os acontecimentos com simplicidade, porém mostrando uma trajetória dos avós em seu mundo de sofrimento.

7. Retire do poema um verso que apresenta uma expressão com ideia de:

a) Adversidade
_____________________________

b) Tempo
_____________________________

c) Intensidade.
_____________________________

d) Adição.
_____________________________


8. No verso: “Ofendê-la, desgostá-la” os termos grifados se referem:
a) à carta.
b) à avó.
c) à mão.
d) ao avô.

9. Qual o verso do poema abaixo cuja palavra grifada estabelece ideia de modo?
a) “Chora monotonamente
b) “E enquanto anoitece, vou”
c) “Que inda verde apodreceu”
d) “Contando o seu grande bem”

10. Escreva os versos do poema em que é possível perceber o sentimento de afeto do eu lírico enquanto lê as cartas?
_____________________________

11. O eu lírico demonstra ler sozinho e poetiza o romance do casal. Qual verso do poema abaixo percebe-se o modo como seu avô escrevia algumas das cartas para a sua avó?
a) “O meu semblante está enxuto”
b) “E balbucia, não fala”
c) “Mudaram logo de modo”
d) “A paixão, medrosa dantes”

12. No trecho: “E as confissões hesitantes”, a palavra grifada poderia ser substituída, sem alteração de sentido, por:
a) apropriadas.
b) amorosas.
c) inseguras.
d) misteriosas.

13. Localize no poema uma palavra que significa:

a) Tímida: ________________________

b) Calado: ________________________

c) Antigamente: ____________________

d) Chama: ________________________

e) Deslumbrada: ___________________

f) Comovido: ______________________

g) Rosto: _________________________


14. Nos versos da última estrofe, para dar musicalidade ao poema, percebe-se o uso de:
a) palavras antônimas.
b) palavras sinônimas.
c) palavras repetidas.
d) palavras rimadas.




Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO!




GABARITO
1A / 2D / 3D / 4B / 5C / 6A / 7. a) "Mas a alma, em gotas mansas", b) "Quando o fogo era já frio", c) "Brilhou, mais puro e mais forte", d) "E eu bendigo, envergonhado" (Professor, considere outras respostas) / 8B / 9A / 10. "Enternecido sorrio" e "Do fervor desses carinhos" / 11B / 12C / 13. a) envergonhado, b) calado, c) dantes, d) lume, e) abismada, f) enternecido, g) semblante (Professor, considere outras respostas) / 14D

Deixe um comentário mais abaixo avaliando esta atividade, é só rolar a página! Ficaremos felizes com seu comentário.

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem