TUDO SALA DE AULA

SIMULADO DE PORTUGUÊS - 08 - DIVERSAS HABILIDADES - 4º ANO E 5º ANO

  Simulado de Português (08) para o 4º ano e 5º ano com gabarito.

 Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão.

O simulado de língua portuguesa abaixo contém questões de diversas bancas estaduais responsáveis em monitorar as expectativas de aprendizagens dos estudantes. 

simulado de português.


Leia o texto abaixo.


1. (TSA) Esse texto tem o objetivo de:
a) ensinar.
b) orientar.
c) informar.
d) divertir.

Leia o texto abaixo.

Dinâmica: “dança da cadeira cooperativa”

Objetivo: essa dinâmica serve para quebrar o gelo e fazer com que os participantes pensem sobre cooperação entre o grupo.
Materiais: uma cadeira.
Procedimento: consiste na brincadeira da dança da cadeira (mesmo procedimento), só que, ao invés dos que ficarem sem se sentar saírem, terão que sentar no colo do amigo, de modo que ninguém fique de pé. É muito engraçado! Ao final, com apenas uma cadeira, todo o grupo terá que se sentar no colo um do outro.
Fonte: Smec - Salvador

2. (SADEAM). No trecho “... serve para quebrar o gelo e fazer...”, a expressão destacada significa
a) destruir o gelo.
b) esquentar o corpo.
c) ficar à vontade.
d) pensar sobre o assunto.

Leia o texto abaixo.

A onça e a coelhinha

Uma onça faminta vagava pela floresta à procura de comida.
De repente, uma coelha branquinha pulou diante dela.
Percebendo a intenção da onça, o pequeno animal tentou distrair o poderoso adversário.
– Bom dia, dona Onça, como vai?
– Muito bem, e vai ficar melhor – respondeu a onça, lançando olhares famintos para a indefesa coelhinha.
– Sabe, tenho seis lindos filhotes que acabaram de nascer. A senhora quer conhecê-los?
– Oh, sim, por que não? – Disse a onça, já pensando num almoço farto.
– Então, espere que vou buscá-los. Volto já.
A onça nem foi atrás.
Só pensava no banquete que a aguardava.
E lá ficou à espera.
Se ainda permanece no local, não sei, não.
Só sei que desta vez a coelhinha escapou de virar comida de onça.
AROEIRA, M. Luisa

3. (IDEPB) Nesse texto, a coelha foi
a) ambiciosa.
b) amiga.
c) esperta.
d) medrosa.




Leia o texto abaixo.

Saber de cor

Você sabe de onde vem a expressão “de cor”? Este “cor” aí vem de “coração”. Sabe por quê? Os antigos achavam que a nossa inteligência ficava no coração, e não no cérebro. Interessante, né? Em francês, “decorar” é “apprendre par coeur”, que significa “aprender com o coração”.

4. (TSA) O trecho do texto que apresenta uma palavra grifada com ideia de lugar é:
a) “... de onde vem a expressão...”
b) “... e não no cérebro...”
c) “Os antigos achavam...”
d) “... a nossa inteligência...”

Leia o texto abaixo.


Ziraldo

5. (SAEPI) No primeiro quadrinho desse texto, a expressão da menina revela
a) descrença.
b) espanto.
c) indiferença.
d) medo.

Leia o texto abaixo.

Mais raro do que nota de R$ 1

Você já notou que a nota de R$ 1 é cada vez mais difícil de encontrar? Para quem não gosta de andar com moedinhas, isso pode ser motivo de tristeza. As notas de R$ 1 não estão mais sendo produzidas e, em breve, sairão de circulação.
O motivo é simples. “Fazer dinheiro custa dinheiro e estava ficando mais caro fazer a cédula de R$ 1 do que o valor que ela tinha”, explica Cássia. Como fazer moedas é mais barato – e a população, segundo estudos do Banco Central, tem simpatia pela moeda de R$ 1 porque ela é mais “bonita” –, elas estão gradativamente substituindo essas notas. Assim, pode dar adeus às verdinhas notas de R$ 1. Em pouco tempo, serão peça de museu.
Disponível em: terra.com 

6. (SAEGO). No trecho “Em pouco tempo, serão peça de museu.”, a expressão destacada indica que as notas
a) deixarão de ser usadas pelas pessoas.
b) passarão a ser feitas de outro material.
c) serão estudadas.
d) serão valiosas.

Leia o texto abaixo.

Brincadeira de roda de Carlos

Alfa amava Beto que amava Carla
que amava Dado que amava Érica
que amava Fábio que amava Gilda
que amava Hélio que beliscava Ida
que voltava pro José que lembrava
que Lídia que sorria pro Mário que
amava Nair que odiava [...]
Quim que perturbava sem fim Renata
que olhava Sérgio que atirava bolinha
na Tina que xingava Udi que amava
Vera que amava Xito que amava
Zefa que não amava ninguém.
Terminou o ano e todo mundo foi pra
casa, menos Zefa que foi direto tomar
sorvete com Kelvin Wilson Ynsseto
que não tinha entrado no alfabeto.

NICOLA, José

7. (SADEAM). Nesse texto, houve um final aparentemente feliz para um casal, porque eles
a) amaram as outras personagens.
b) assistiram sempre às aulas.
c) conseguiram entrar no alfabeto.
d) foram tomar sorvete juntos.




Leia o texto abaixo.

Como nos filmes

Zeca adorava assistir a filmes na televisão do fazendeiro. Ele passava horas olhando pela janela, acompanhando as aventuras dos cavalos que apareciam na tela.
– Deve ser incrível participar de uma aventura assim, não é? [...] – disse Zeca.
– Você queria ser um cavalo guerreiro, Zeca? – Perguntou a Vaca Zizi.
– Mais ou menos, Zizi! – Sorriu Zeca. – O que queria mesmo era me tornar um ator para aparecer ali na televisão, onde não há perigo de verdade.

365 histórias para ler e sonhar

8. (CAEd - MEC). Qual é a personagem principal dessa história?
a) Um ator.
b) Um fazendeiro.
c) Zeca.
d) Zizi.

Leia o texto abaixo.

“Crucificado” pela gripe, porco é animal de estimação de famosos

Ainda não há provas que o incriminem definitivamente pelo atual surto de gripe que atingiu 11 países. Mesmo assim, o porco já vem sendo julgado culpado por autoridades mundo afora, que determinam até a morte de criações inteiras.
Na última segunda-feira (27), a OIE (Organização Mundial para a Saúde Animal) reiterou que ainda não foi comprovada a relação entre o vírus e os animais e pediu que a gripe suína seja denominada gripe da América do Norte.
Mas, para algumas pessoas, pouco importa se a culpa é ou não do porco. Para elas, o animal não é um inimigo, e sim um companheiro para todas as horas.

Disponível em: folha.uol.com 

9. (SADEAM). O assunto desse texto é
a) a consequência da gripe.
b) a relação do porco com a gripe.
c) os cuidados com a gripe.
d) os sintomas da gripe no porco.

Leia o texto abaixo.

Dente-de-leão: uma planta benéfica também para saúde dos cães

[...] Há tempos o dente-de-leão vem sendo estudado por suas propriedades medicinais, que beneficiam humanos e também animais. [...]
Pelo desconhecimento de muitas pessoas, o dente-de-leão é considerado uma erva daninha, um mato, devido à sua facilidade de se propagar. Por isso, acaba sendo arrancado e jogado fora quando poderia ser utilizado como alimento ou até como remédio natural. Um verdadeiro desperdício! 
[...] segue uma lista de seus benefícios para melhorar a saúde tanto de humanos, quanto dos pets: É nutritivo; [...] Controle da diabetes; [...] Bom para os olhos; [...] 

10. (CAEd - MEC). Qual é o assunto desse texto?
a) A grande variedade de plantas medicinais.
b) As ervas daninhas.
c) O remédio natural.
d) Os benefícios da planta dente-de-leão.



Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO!






GABARITO
1D / 2C / 3C / 4A / 5B / 6A / 7D / 8C / 9B / 10D

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem