TUDO SALA DE AULA

ATIVIDADE DE PORTUGUÊS - POEMA: NO MEIO DO CAMINHO - 8º ANO E 9º ANO - COM GABARITO

Atividade de interpretação de texto sobre o poema no meio do caminho tinha uma pedra para o 8º e 9º ano. 

Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão. 

Leia o texto e resolva às questões 1 – 10:


NO MEIO DO CAMINHO

tinha uma pedra no meio do caminho


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade

1. O poema é um texto literário composto de versos que podem conter rimas ou não. Além dessa estrutura, muitos poemas apresentam diversas figuras de linguagem para intensificar uma mensagem ao leitor. No poema de Carlos Drummond há predominantemente uma figura de linguagem chamada de:
a) hipérbole.
b) anáfora.
c) eufemismo.
d) ironia. 

2. O termo que ganha destaque no poema de Carlos Drummond é uma pedra que existia no meio do caminho. É possível concluir que a pedra nesta poesia representa:
a) uma maldição.
b) uma corrupção.
c) uma adversidade.
d) um desejo.

3. Conforme o contexto do poema, qual palavra representa a vida?
a) Pedra.
b) Tinha.
c) Meio.
d) Caminho.

4. Segundo o poema, as pedras podem impossibilitar a pessoa de seguir o seu percurso, pois: 
a) os problemas podem impedir de avançar na vida.
b) apesar das dificuldades, todos conseguem superar.
c) a vida é curta para viver pensando em problemas.
d) os obstáculos não atrapalham o sucesso pessoal. 

5. Sendo um dos nomes mais conhecidos do Modernismo, Carlos Drummond de Andrade marcou a literatura brasileira por expressar de maneira inspiradora as profundas inquietações que atormentam o ser humano. No poema em análise, é possível concluir que o nível de linguagem predominante (característica marcante da segunda fase do modernismo) é:
a) técnica.
b) científica.
c) formal.
d) coloquial.




6. A reescrita do verso “tinha uma pedra no meio do caminho” em consonância com a gramática normativa e sem mudar o sentido do verso seria:
a) “havia uma pedra no meio do caminho”
b) “há uma pedra no meio do caminho”
c) “no meio do caminho possui uma pedra”
d) “no meio do caminho haveria uma pedra”

7. No trecho: “na vida de minhas retinas tão fatigadas”, a palavra em destaque poderia ser substituída, sem alteração de sentido, por
a) espertas.
b) abatidas.
c) inocentes.
d) imprudentes. 

8. Qual palavra do poema revela circunstância de intensidade?
a) Nunca.
b) Meio.
c) Esquecerei.
d) Tão.

9. Assinale a alternativa que apresenta um verso do poema onde NÃO há marca de pessoalidade:
a) “Nunca me esquecerei desse acontecimento”
b) “Nunca me esquecerei que no meio do caminho”
c) “no meio do caminho tinha uma pedra.”
d) “na vida de minhas retinas tão fatigadas.”

10. Os versos "nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas" transmitem, por parte do autor, uma sensação de:
a) sabedoria.
b) exaustão.
c) esperteza.
d) bravura.




Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO.






GABARITO
1B / 2C / 3D / 4A / 5D / 6A / 7B / 8D / 9C / 10B

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem