ATIVIDADE /SIMULADO DE PORTUGUÊS DE INTERPRETAÇÃO SOBRE O POEMA SABER VIVER, CORA CORALINA - 8º ANO / 9º ANO - COM GABARITO

Atividade de interpretação e compreensão textual.

Você pode baixar esta atividade em PDF no final, pronta para impressão.

Leia o poema abaixo de Cora Coralina para responder às questões 1 - 10:

SABER VIVER

de Cora Coralina, (1965)



Não sei…
se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira, pura…
enquanto durar.

1. Saber viver é um dos poemas mais conhecidos da escritora Cora Coralina e traz reflexões importantes sobre a vida. Sobre a estrutura do texto, é possível concluir que ele foi escrito em
a) versos e parágrafos.
b) primeira pessoa.
c) prosa.
d) terceira pessoa.


2. Cora se coloca em uma posição de mulher sábia e vivida, salientando algumas atitudes que podem fazer toda a diferença na vida das pessoas. Portanto, a finalidade do eu lírico é:
a) despertar curiosidades diversas nas pessoas que vivem apressadas no dia a dia.
b) propor maneiras de exercer a empatia e oferecer amor ao próximo.
c) mostrar o lado melancólico das pessoas que ajudam os outros.
d) criticar as atitudes egoístas e preconceituosas dos seres humanos.

3. No versos: “Não sei… /  se a vida é curta / ou longa demais para nós.”, o eu lírico demonstra 
a) certezas quanto a existência da vida.
b) confiança que a vida é muito curta.
c) hesitação em suas declarações.
d) diversas contradições da vida.

4. No verso: “se não tocamos o coração das pessoas.”, a palavra grifada “se” estabelece sentido de
a) tempo.
b) adversidade.
c) consequência.
d) condição. 

5. Segundo o eu lírico na segunda estrofe, é possível traçar uma trajetória verdadeira na vida, com autenticidade, através de atitudes
a) simples.
b) adequadas.
c) confusas.
d) sinceras.

6. O verso que revela ideia de alternância é:
a) “E isso não é coisa de outro mundo:”
b) “silêncio que respeita”
c) “ou longa demais para nós.”
d) “é o que dá sentido à vida.”


7. O uso dos dois pontos no verso “Muitas vezes basta ser:” foi utilizado para
a) iniciar algumas exemplificações.
b) citar a fala da personagem.
c) introduzir um esclarecimento.
d) delimitar a fala do eu lírico. 

8. Sobre o poema, é possível concluir que ele 
a) revela que a vida é muito curta, por isso devemos aproveitá-la com sabedoria.
b) mostra a importância de viver cada segundo da vida, valorizando pequenas atitudes.
c) revela que devemos dar valor somente aos acontecimentos relacionados ao próximo.
d) mostra que ajudar o próximo é difícil, mas necessário para uma sociedade melhor.

9. A palavra grifada no verso: “mas que seja intensa” significa
a) excessiva.
b) animada.
c) profunda.
d) fervorosa. 

10. Nos versos: “não seja nem curta / nem longa demais”, o uso da conjunção “nem” estabelece sentido de
a) oposição.
b) explicação.
c) alternância.
d) adição.

Atividade em PDF está mais abaixo, pronta para IMPRESSÃO e GABARITO




GABARITO
1B / 2B / 3C / 4D / 5A / 6C / 7A / 8B / 9D / 10D

2 Comentários

O seu comentário é muito importante!

  1. Incrível o site gostei muito e para o ensino médio não tem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem especificando, mas muitas atividades podem ser trabalhados no ensino médio. Obrigado

      Excluir

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante!

Postagem Anterior Próxima Postagem