ATIVIDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA: PRIMEIROS SOCORROS



Os primeiros socorros são procedimentos básicos de emergência que devem ser aplicados a uma pessoa em situação de risco de vida, procurando manter os sinais vitais bem como impedir o agravamento, até que a vítima receba adequada assistência. Portanto, a prestação de primeiros socorros não exclui a importante avaliação de um médico, sendo de fundamental necessidade o atendimento clínico o mais breve possível. Nessa ocasião, o indivíduo que primeiro inicia o auxílio, geralmente aquele que presenciou ou chegou instantes depois do ocorrido, necessita manter a calma para agir sem pânico, procedendo de forma rápida, precisa e com precaução, atento a condições que não coloquem em risco a vítima. Entre os principais aspectos destacam-se: percepção sobre a dimensão e gravidade do acontecimento, solicitar auxílio de outra pessoa mais próxima e capacitada, comunicar entidades públicas competentes (órgãos de saúde – SAMU / 192, Corpo de Bombeiro / 193 e, se for o caso, a Polícia / 190), transmitir tranquilidade e confiança aos envolvidos em estado consciente.

Em alguns momentos, não há tempo suficiente para aguardar uma equipe de profissionais diante de uma pessoa que sofre risco de morte. Logo, alguém que tenha conhecimentos básicos em primeiros socorros pode fazer a diferença.

SINAIS VITAIS

Os sinais vitais são sinais que informam sobre o estado da vítima. São eles:

RESPIRAÇÃO: podemos observar o ar que entra e sai dos pulmões, pela expansão do tórax, ou sentindo com nossa face colocada próximo do rosto da vítima. Normalmente a frequência da respiração das crianças é de 15 a 30 por minuto e do adulto de 12 a 20 por minuto.

PULSAÇÃO: podemos observá-la com mais facilidade no pulso ou na carótida (artéria do pescoço), utilizando os dedos médios e indicador para pressioná-los. A pulsação normal de uma criança é de 120 batimentos por minuto e de 70 a 180 em adultos.

CONSCIÊNCIA: pode ser observada quando a vítima responde a perguntas diretas que se faz a ela com clareza e lógica.

PRIMEIROS SOCORROS


Os primeiros socorros ou socorros básicos de urgência  são  as  medidas  à  vítima,  fora  do ambiente  hospitalar,  executadas  por qualquer pessoa  treinada,  para  garantir  a  vida, proporcionar  bem-estar  e  evitar  agravamento das lesões existentes. É fundamental prestar atendimentos emergenciais. Portanto, os conhecimentos simples muitas vezes diminuem o sofrimento, evitam complicações futuras e  podem  inclusive  em  muitos  casos  salvar vidas.

PREMISSAS

Tão importante quanto  os  próprios  primeiros  socorros  é  providenciar  o  atendimento especializado.  Ao informar as autoridades,  deve-se  ser direto  e  preciso  sobre  as  condições  da(s) vítima (s) e o local da ocorrência.  Durante os primeiros socorros, evite entrar em  contato  com  sangue  ou  fluidos  corpóreos da  vítima,  para  tal  projeta-se  fazendo  uso  de  luvas. Acidentes podem acontecer na  hora  em  que menos  esperamos. Nas situações de primeiros  socorros, ressalta-se  que  em  primeiro  lugar deve-se  procurar  manter  a  calma,  verificar  se  a  prestação do  socorro não  trará  riscos  para  o  socorrente, saber  prestar  o  socorro  sem  agravar ainda  mais  a  saúde  da(s)  vítima(s) e nunca  esquecer-se  que  a  prestação dos  primeiros  socorros  não  exclui  a importância  de  um  profissional treinado.

CRITÉRIOS NA  REALIZAÇÃO  DOS  PRIMEIROS SOCORROS

- Manter  a  calma,  o  bom-senso  e  o discernimento  são  elementos primordiais  neste  tipo  de atendimento.
- Agir  rapidamente,  porém  respeitando os seus limites e o dos outros.
- Transmitir as vítimas, tranquilidade, confiança  e  segurança,  e  quando estiverem  conscientes  informar-lhes que  o  atendimento  especializado  está a caminho.
- Utilizar  conhecimentos  básicos  de primeiros socorros.

Portanto, a  finalidade  dos primeiros socorros é 
- Preservar a vida;
- Evitar o agravamento do  estado  da vítima; 
- Promover o seu restabelecimento.

DEFINIÇÃO DOS PRIMEIROS SOCORROS


Primeiros socorros são  uma  série  de procedimentos  simples  com  o  intuito de  manter  vidas  em  situações  de emergência,  feitos  por  pessoas comuns  com  esses conhecimentos, até  a  chegada  de  atendimento  médico especializado.

Emergência
É  quando    uma situação  crítica,  gravíssima,  com ocorrência  de  perigo; incidente; imprevisto.  No âmbito da  medicina,  é a  circunstância  que  exige  uma  cirurgia  ou   intervenção  médica  de imediato,  caso  contrário,  o  paciente pode  morrer  ou  apresentará  uma  sequela irreversível.   O atendimento é feito imediatamente.

Urgência
É caracterizada como um evento grave,  que  deve  ser  resolvido urgentemente,  mas  que   não  possui um  caráter  imediatista,  ou  seja,  é quando    uma  situação  que  não pode  ser  adiada,  que  deve  ser resolvida rapidamente,  pois  se houver demora,  corre-se  o  risco  até  mesmo de  morte.  Na medicina, ocorrências de caráter urgente  necessitam  de tratamento  médico  e  muitas  vezes  de  cirurgia,  contudo,  possuem  um caráter  menos  imediatista.  O atendimento deve  ser  dado  nas primeiras 24 horas.

SITUAÇÕES  QUE  NECESSITAM DE PRIMEIROS SOCORROS

▪ Atendimento de vítimas  de  acidentes automobilísticos
▪ Atropelamentos
▪ Incêndios
▪ Tumultos
▪ Afogamentos
▪ Catástrofes naturais
▪ Tiroteios
▪ Acidentes industriais
▪ Atendimento de pessoas que  passem mal:  apoplexia  (ataque  cardíaco), ataques  epilépticos,  convulsões, dentre outros.

AVALIAÇÃO DA CENA E DO SINISTRO


É  muito  importante  salientar  que  para a  abordagem de uma   vítima,  primeiro você  deverá  ter  ideia  do  contexto geral  da  situação,  pois   apenas  com uma  pré-avaliação  do  local  é  que  se pode  conhecer o  tipo  de  vítima  com  a qual se está lidando. A avaliação da cena  também  é importante  para  que  se  possam  dimensionar  os  riscos  potenciais existentes  na  cena,  prevenindo  assim que  a  pessoa  que  tem   o  intuito  de aplicar  os  primeiros  socorros  não  se torne mais uma vítima da ocorrência.

A  avaliação  de  cena  é  dividida  em quatro fases: 
▪Segurança:  verificar  se  a  cena  é segura para ser abordada.
▪Cinemática  do  trauma  -  verificar como se deu o acidente ou sinistro;
▪Bioproteção.
▪Triagem/contagem de vítimas. 

AVALIAÇÕES DAS CONDIÇÕES GERAIS DA VÍTIMA

Todo procedimento de primeiros socorros deve começar com a avaliação  das  condições  da(s)  vítima(s). Devem-se  observar  sinais  (tudo  o  que se  observa  ao  examinar  uma  vítima: respiração,  pele  fria,  palidez,  dentre outros),  sintomas    o  que  a  vítima informa  sobre  si  mesma:  náusea,  dor,  vertigem,  etc.)  e  sinais  vitais  (sinais cuja  ausência  ou  alteração  indica grave  irregularidade  no funcionamento do organismo). 
São  eles:  pulso  (batimentos  cardíacos),  respiração,  pressão arterial  e  temperatura.  Existem estudos à  luz  das  evidências científicas  atuais  que  a  dor  pode  ser considerada  o  quinto  sinal  vital,  uma vez que somente os vivos sentem dor. Desta  forma,  um  ponto  importante tanto  para o  socorrista  profissional  ou leigo será  em  primeiro  momento avaliar  o  nível  de  consciência  de  sua vítima  usando  um  parâmetro  muito simples, chamado A.V.D.S.

POSIÇÃO LATERAL DE SEGURANÇA (PLS)


Posição Lateral de Segurança  pode ser  utilizada  em  várias  situações  que necessitam  de  primeiros  socorros,  em que  a  vítima  esteja  inconsciente,  mas a  respirar  e  com  um  bom  pulso,  uma vez  que  esta  posição  permite  uma melhor  ventilação,  libertando  as  vias aéreas superiores. Esta não  deve  ser  realizada  quando a pessoa 
▪Não estiver a respirar;
▪Tiver uma lesão  na  cabeça,  pescoço ou coluna;
▪Tiver um ferimento grave.


PRIMEIROS SOCORROS

HEMORRAGIA NASAL
-Sinais e Sintomas: Sangramento nasal visível. 
-Primeiros Socorros: Colocar a vítima sentada com a cabeça ligeiramente  voltada  para  trás, apertar-lhe as narinas por 5 min. Caso  a  hemorragia  não  ceda, comprimir externamente o lado da narina que  está  sangrando e colocar gelo sobre o nariz. Encaminhar para  atendimento hospitalar.

CORPO  ESTRANHO  NOS OLHOS 
É a introdução acidental de  poeiras, grãos  diversos,   ou  qualquer  corpo estranho na cavidade do globo ocular.  
Sinais e sintomas: Dor, ardência, vermelhidão e lacrimejamento.
Primeiros socorros:
Em caso de corpo estranho nos olhos
▪Não esfregar os olhos.
▪Lavar o olho com água limpa.
▪Não remover o corpo estranho manualmente.
▪Se o corpo estranho não sair com a lavagem, cobrir  os  dois   olhos  com pano limpo.
▪Encaminhar para atendimento de urgência.

QUEIMADURAS
É a lesão dos tecidos produzida  por substância  corrosiva  ou  irritante,  pela ação  do  calor  ou  emanação radioativa.  A gravidade de uma  queimadura  não  se  mede  somente pelo  grau  da lesão  (superficial  ou  profunda), mas também  pela extensão da área atingida. 
- As queimaduras podem  ser classificação em:

Queimaduras de 1º,     e    graus podem  apresentar-se  no  mesmo acidentado.  O risco de vida (gravidade do caso)  não  está  no  grau da  queimadura,  e  sim,  na  extensão  da superfície atingida.
Primeiros socorros na vítima com queimadura: Afaste a vítima da  origem da queimadura  e  retire  sua  veste,  se  a peça for de fácil remoção. Caso  contrário,  abafe  o  fogo envolvendo-a  em  cobertor,  colcha  ou  casaco. Lave  a  região  afetada  com  água  fria (1º  grau),  mas  não  esfregue  a  região atingida,  evitando  o  rompimento  das bolhas. Aplique  compressas  frias  utilizando pano limpo.  Não aplique  unguentos, graxas,  óleos, pasta  de   dente,   margarina  etc.,  sobre  a área queimada.   Mantenha a vítima em  repouso  e evite o estado de choque e encaminhe  a  vítima  para  um  serviço de emergência.
Importante: Nas queimaduras por soda cáustica, devemos limpar as  áreas  atingidas com  uma  toalha  ou   pano  antes  da lavagem,  pois  o  contato  destas substâncias  com  a  água  cria  uma reação  química  que  produz  enorme quantidade de calor.

CONTUSÃO
Lesão produzida nos tecidos por uma pancada, sem  que  haja  rompimento da pele. Manifesta-se através  da  dor  e  edema no local. 
Primeiros Socorros
▪Evite movimentar  a   região  atingida  e aplique  compressas  frias   ou  saco  de gelo no local atingido.
▪Procure  um  serviço  de  emergência  se necessário.
▪Importante: uma contusão pode acarretar em hemorragia interna, fraturas ou outras lesões graves.

ENTORSES
É a  separação  momentânea  da s superfícies ósseas na articulação.
Sinais e sintomas: Dor intensa à movimentação e  edema (inchaço) local. 
Primeiros Socorros:
▪Evite movimentar a região  atingida  e aplique  compressas  geladas  ou  saco de  gelo  no  local  lesado,  até  posterior orientação médica.
▪Imobilize o  local  usando  tábua, papelão,  jornal  ou  revistas  dobradas, travesseiro,  manta  e  tiras  de  pano. Proteja a região  lesada  usando algodão  ou  pano,  a  fim  de  evitar danos à pele.
▪Faça a imobilização  de  modo  que  o  aparelho  atinja  as  duas  articulações próximas à fratura.
▪Amarre as  talas  com  ataduras  ou  tiras de  pano  com  firmeza,  SEM APERTAR, em 4 pontos:
▪Acima e abaixo do local da lesão.
▪Acima e  abaixo  das  articulações  próximas à região lesão.

AFOGAMENTO
Sintomas: Perda do controle dos movimentos  corporais,  inconsciência e sufocamento.
▪O que fazer: Mergulhar  a  cerca  de três  metros  da  vítima,  imobilizar  seus braços  e  retirá-la,  mantendo  sua cabeça  fora  da  água.  Deitá-la  de bruços  ou  de  lado.  Ficar atento  à pulsação  e  à  respiração.  Se for necessário, iniciar  a  respiração  com balão,  máscara,  boca-a-boca  ou  boca-nariz.
▪O que  não  fazer:  Não  avaliar  a distância  a  percorrer,  chegando  até  a vítima  sem  condições  de  tirá-la  da água.
▪Cuidados:  Mergulhar,  se  for agarrado  pela  vítima.  Assim, o afogado  deverá  soltá-lo  para  buscar ar.

CHOQUE ELÉTRICO

É o fenômeno da passagem da corrente elétrica  pelo  corpo  quando  em contato com parte energizadas. 
Sinais e sintomas: Parada cardiorrespiratória, queimaduras e lesões traumáticas.
Primeiros socorros  nos  choques elétricos: 
▪Interromper imediatamente o contato da vítima com  a  corrente  elétrica, utilizando  luvas  isolantes  de borrachas,  de  acordo  com  a  classe  de tensão,  com  luvas  de  cobertura  ou bastão isolante.
▪Certificar-se de estar pisando em chão  seco,  se  não  estiver  usando botas com solado isolante.

Realizar avaliação primária (grau de  consciência, respiração e pulsação).
▪Aplicar as condutas preconizadas para parada cardiorrespiratória, queimaduras e lesões traumáticas.
▪Encaminhar  para  atendimento médico.

EXERCÍCIOS

01- Defina com suas palavras o que são primeiros socorros.
02- O que pode ser feito para identificar os sinais vitais de uma vítima?
03- O que deve ser evitado em uma situação de atendimento de primeiros socorros?
04- Que procedimentos podem ser feitos para avaliar o estado da vítima em um acidente?
05- O que é posição lateral de segurança?
06- Explique com suas palavras o que pode ser feito diante dos acidentes abaixo.
a) Hemorragia nasal.
b) Queimaduras.
c) Contusão.
d) Entorses.
e) Afogamento.
f) Choque elétrico.

POSTE UM COMENTÁRIO

Tudo Sala de Aula agradece sua interação conosco!