Interpretação de Texto Reflexivo - A ponte (Português e Religião) 7º ao 9º

A PONTE

Certa vez, dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um rio, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida trabalhando lado a lado, repartindo as ferramentas e cuidando um do outro.
Durante anos, ao final de cada dia, percorriam uma estreita, porém comprida estrada, que corria ao longo do rio para poderem atravessá-lo e desfrutarem um da companhia do outro.
Apesar do cansaço, faziam-no com prazer, pois se amavam. Mas agora tudo havia mudado. O que começara com um pequeno mal entendido finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.
Numa manhã, o irmão mais velho ouviu bater à sua porta. Ao abri-la, notou um homem com uma caixa de ferramentas de carpinteiro em sua mão.
- Estou procurando por trabalho, talvez você tenha um pequeno serviço aqui e ali.
- Sim! Claro que tenho trabalho para você. Veja aquela fazenda além do riacho. É de meu vizinho, na realidade meu irmão mais novo. Brigamos muito e não mais posso suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira perto do celeiro? Quero que você me construa uma cerca bem alta ao longo do rio para que eu não mais precise vê-lo.
- Acho que entendo a situação. Certamente farei um trabalho que lhe deixará satisfeito.
Como precisava ir a cidade, o irmão mais velho ajudou o carpinteiro a encontrar o material e partiu.
O homem trabalhou arduamente durante todo aquele dia medindo, cortando e pregando. Já anoitecia quando terminou sua obra, ao mesmo tempo que o fazendeiro retornava. Porém, seus olhos não podiam acreditar no que viam. Não havia qualquer cerca. Em seu lugar estava uma ponte, feita de tábuas de madeira e troncos de árvore, ligando um lado do riacho ao outro.
Era realmente um belo trabalho, mas, enfurecido, exclamou:
- Você é muito insolente em construir esta ponte após tudo que lhe contei.
No entanto, as surpresas não haviam terminado. Ao erguer seus olhos para a ponte mais uma vez, viu seu irmão aproximando-se da outra margem, correndo com seus braços abertos. Cada um dos irmãos permaneceu imóvel de seu lado do rio, quando, num só impulso, correram um na direção do outro, abraçando-se e chorando no meio da ponte. Emocionados, viram o carpinteiro arrumando suas ferramentas e partindo.
- Espere, disse o mais velho, fique conosco mais alguns dias. Tenho muitos outros projetos para você. E o carpinteiro respondeu:
- Adoraria ficar. Mas tenho muitas outras pontes para construir.

Quantas vezes um carpinteiro desses se torna bem-vindo e necessário em nossas vidas!!!

1ª) Onde se passa a história? Como viviam os irmãos antes da desavença?
_____________________________________________

2ª) O texto não relata o motivo que levou os irmãos a adentrarem em conflito, apenas “um mal entendido”. Portanto, invente uma situação que levaria os irmãos a entrarem em desavença observando o desenrolar da narrativa.
______________________________________________

3ª) Como ficou a rotina dos irmãos após a discussão ocorrida entre eles? Você ficaria intrigado com um familiar seu após um mal entendido? Por quê?
______________________________________________

4ª) De acordo com o texto qual foi a esperança para o fim do conflito entre os irmãos?
______________________________________________

5ª) Na visão do irmão mais velho, qual seria a solução para amenizar a desunião entre eles? Você acha correta a atitude do homem em mandar realizar essa obra? Justifique sua resposta.
_______________________________________________

6ª) O que o carpinteiro resolveu fazer desobedecendo assim a ordem de seu patrão? Como foram os esforços empregados pelo carpinteiro? Você acha correta sua atitude? Por quê?
_______________________________________________

7ª) No princípio da chegada do homem que ordenara o tipo de trabalho ao carpinteiro, o que ele exclamou enfurecido ao observar o belo trabalho?
_______________________________________________

8ª) O que torna a história emocionante?
_______________________________________________

9ª) Um dos irmãos ainda convidou o carpinteiro para realizar outros serviços na fazenda, porém ele respondeu: “... tenho muitas outras pontes para construir.” Na realidade, o que o carpinteiro ainda tinha para fazer?
_______________________________________________

10ª) Que lição podemos tirar dessa linda história: “A ponte”.
_______________________________________________

18 Comentários

Tudo Sala de Aula agradece sua interação conosco!

  1. Muito legal, emocionante essa história.

    ResponderExcluir
  2. Linda mensagem, importante reflexão.

    ResponderExcluir
  3. Aki tem :https://armazemdetexto.blogspot.com/2018/11/conto-construindo-ponte-marcelo.html?m=1

    ResponderExcluir
  4. Ola , professor Mauricio. Parabéns pelo seu trabalho e contribuição para que possamos acessá-lo e usufruí-lo com seus credenciais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Tudo Sala de Aula agradece sua interação conosco!