Interpretação Crônica (7º ao 9º ano)

IDA SEM VOLTA

Acordei. O trocador bateu em meu ombro dizendo que o ônibus chegava a sua última parada. Desorientado, levantei-me ainda assustado, peguei minhas bagagens, devolvi o bilhete ao motorista e desci.
Aos poucos, entendi o que estava acontecendo. Havia escolhido o último destino daquela condução, independente do lugar, passaria ali o meu final de semana.
Gostei da cidade. A placa indicava São Gonçalo do Amarante. Parei de frente a uma lagoa, ali dizia: Lagoa da Prejubaca, de cara, amei o lugar. Simples e pacato, me apaixonei. Procurei uma pousada. As ruas eram bonitas, cativantes e bem iluminadas. Aquela minha bolsa pesava, mas o sorriso de ter encontrado o lugar ideal era visível, precisava de um lugar para descansar. Encontrei.
Logo na recepção daquela pousada, dei de cara com uma jovem bonita, morena e de cabelos cacheados. A imagem daquela moça chamou minha atenção, vi que ela era a pessoa ideal para guiar-me. Ela me indicou o quarto para minha hospedagem, mas não deixei de convidá-la para sair comigo naquela noite.
Juntos, fomos visitar a Igreja Matriz, seu padroeiro: São Gonçalo. Ela me contou que foi a partir desse padroeiro que veio o nome atual do lugar. Anacetaba foi o nome anterior da cidade, isso por influência dos índios Anacés. A cada minuto que passava, novas descobertas surgiam. Era a cidade que mais me chamava à atenção nessas minhas viagens pelo Brasil.
No dia seguinte era um sábado. Não deixei de convidá-la mais uma vez para sairmos. Sem hesitar, ela aceitou o meu convite. Já estava de mãos dadas com ela, parecíamos dois turistas de fora naquela cidade. Pegamos um táxi e fomos conhecer Taíba. As suas jangadas espalhadas pela margem da praia, tornava aquele ambiente exótico, um aspecto ancestral. Pude ali acompanhar um projeto desenvolvido pelo governo municipal, a 1ª Regata Rosa. A atividade mobilizava os pescadores da comunidade em prol da prevenção do câncer de mama.
Minha felicidade era radiante, além de conhecer lugares tão belos, tinha comigo uma linda e encantadora jovem que sabia de tudo que perguntava. Próximo destino, ela disse, Pecém. Nossa, até o nome me chamou a atenção. Logo na estrada, víamos aquele aspecto industrial. Conheci a cultura daquele distrito, suas manifestações folclóricas, como: a dança do coco, bumba meu boi. A admirável igreja e seus navios ancorados na praia tornavam meu passeio perfeito. Depois do almoço em um restaurante com uma recepção encantadora, resolvemos seguir viagem para Croatá. A BR 222 levava para aquele lugar pacato, o desenvolvimento e a economia para muitos moradores.
Fomos conhecer então o sertão da cidade, depois de tantas praias e lugares belos. Cágado seria o nosso próximo destino, precisávamos ir logo enquanto não anoitecia. Uma fábrica de cana de açúcar nos deu a recepção, percebi que aquela indústria movimentava a economia daquele lugar. Nunca vi um povo tão feliz como aqueles que moravam naquela comunidade.
Nosso passeio por toda a cidade chegara ao fim. Voltamos para a sede. Paguei ao chofer daquele transporte, que até então havia me contado tantas lorotas durante aquelas viagens que minha alegria era enorme.
Precisava de coragem, pois estava com aquela jovem há tempos e não havia pedido sequer um beijo. Ela demonstrava consideração por mim, já que juntos fomos a tantos lugares daquela cidade. Ela sorriu para mim enquanto voltávamos para a pousada. Fiquei emudecido, estava nervoso, mas criei coragem e lhe pedi um beijo. Ela sorriu mais uma vez para mim e disse que sim. Finalmente nós nos beijamos de frente a lagoa da Prejubaca. O beijo foi tão forte que até hoje somos casados.

Raimunda Meriane Oliveira Pereira
Professor Maurício Araújo
1ª) Qual o gênero e a tipologia textual?
Gênero: ___________________________________
Tipologia: __________________________________

2ª) O texto foi escrito em que pessoa (1ª ou 3ª)? Localize no texto um trecho que comprove sua afirmação.
__________________________________________________________

3ª) O que determinou a descida do passageiro?
__________________________________________________________

4ª) Por que o visitante gostou da moça?
__________________________________________________________

5ª) Assinale a alternativa que expressa uma opinião:
(A) “trocador bateu em meu ombro dizendo que o ônibus chegava a sua última parada.”
(B) “Ela sorriu mais uma vez para mim e disse que sim.”
(C) “Fomos conhecer então o sertão da cidade, depois de tantas praias...”
(D) “Minha felicidade era radiante, além de conhecer lugares tão belos, tinha comigo uma linda e encantadora jovem...”

6ª) Escreva o clímax do texto.
___________________________________________________________

7ª) Qual o desfecho da história?
___________________________________________________________

8ª) No trecho: “Pude ali acompanhar um projeto desenvolvido pelo governo municipal...” O termo em destaque se refere a (ao)
(A) Taíba.
(B) Pecém.
(C) ao aspecto ancestral.
(D) governo municipal.

GABARITO:
1. 
a) Crônica.
b) Tipologia.
2. 1ª pessoa. "Acordei." "O trocador bateu em 'meu' ombro dizendo..." (Aceite outros trechos)
3. A chegada da última parada daquele ônibus.
4. Porque a moça era bonita, morena, de cabelos cacheados e ele acreditou que a moça seria a pessoa certa para guiá-lo.
5. D
6. Finalmente nós nos beijamos de frente a lagoa da Prejubaca.
7. Que o turista acabou casando com a jovem da pousada.
8. A

15 Comentários

Tudo Sala de Aula agradece sua interação conosco!

  1. envie-me as respostas, por gentileza

    rosemeireprofe@gmail.com

    obrigada

    ResponderExcluir
  2. Ótima atividade, professor! Por favor, envie-me o gabarito. E-MAIL: generinoggj@bol.com.br

    ResponderExcluir
  3. BOM DIA. AMEI SUAS ATIVIDADES. PODE ME MANDAR O GABARITO POR FAVOR. MEU EEMAIL É mlcsamorim123#gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Me perdoe. digitei o e mail errado. agora vai o certo : mlcsamorim123@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Me envie o gabarito da atividade meu e-mail: thayanesantana61@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Oi gostaria de receber o gabarito

    ResponderExcluir
  7. Mlk é pika moço

    ResponderExcluir
  8. Porra salvou minha vida caralho mlk menor arrombado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Tudo Sala de Aula agradece sua interação conosco!